Seis Lugares pra Comer Filet a Parmegiana em Curitiba

Engana-se e muito quem pensa que o Filé à Parmegiana é uma receita típica italiana. Ele foi inventado no Brasil, provavelmente em São Paulo. Ninguém sabe dizer quem foi o autor da façanha. Mas bem provavelmente, o abençoado devia ser um imigrante italiano.

Foto: Parmegiana do Nonna Giovanna

Barolho

O simpático restaurante tem como seu carro chefe o PF filet a parmegiana, arroz e fritas e salada. O preço é popular, menos de 20 reais.

Manoel Eufrasio, 1362, Juveve.

Nonna Giovanna

Tradicional restaurante localizado na Rua São Francisco, funciona desde 1986.

Ambiente agradável, atendimento eficiente e comidinha boa, serve massas e pratos com carne, mas o que lidera os pedidos é o filet a parmegiana, acompanham fritas, arroz, maionese, feijão e salada, pode ser servido em porção individual ou para duas pessoas. (serve três tranquilamente).

R. São Francisco, 134 – Centro, Curitiba.

Pizzicato

Em 1968 foi aberto a primeira pizzaria com forno a lenha de Curitiba, depois de quase meio século as receitas continuam as mesmas.

Acompanhamento: Spagheti, Talharim, Gnochi, Torteloni ou Ravioli

Silva Jardim, 1121.

Tortuga

Localizado numa casa centenária do bairro Mercês, serve entradas, massas e mais de vinte tipos de filet entre eles o parmegiana, acompanha linguine ao sugo.

Não deixe de pedir o mineiro com botas de sobremesa, queijo e goiabada flambado com conhaque.

Manoel Ribas, 702, Merces

Spaguetto

Fundado pela família Buffara há mais de vinte cinco anos serve comida italiana. No couvert que não é cobrado pães frescos, manteiga e patê de berinjela com alho.

Um dos filets mais pedidos do cardápio é o parmegiana.

Visconde do Rio Branco, 1302, Centro.

Sacristia

Fundado em 1977 pelo mesmo dono da Baviera Giovanne Muffone.

Possui ambiente rústico, que lembra as antigas sacristias, vitrais coloridos e luz de velas.

No cardápio, destaque para os mignons nos diversos molhos, inclusive a parmegiana. Nas sobremesas, a dica é a banana flambada com contreau.

João Manoel, 197, São Francisco